quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Deus esta nas coincidências*



O caminho já foi pisado anteriormente
Reconheço as pegadas ate em caminhos novos
Sou guiada pelas coincidências
Ligeiramente tropega e errante pela vida

O telefone que toca quando penso no amigo
A musica no radio que pressinto ouvir
O conto que escrevo para você
Enquanto sorri para mim por mensagem virtual

O caminho já foi anteriormente definido e desejado
Nada nessa vida esta solto, por mais que pensemos o contrario
Tudo tem ligação, tudo tem um antes e depois
Cada passo constrói o seguinte e somos, ou seremos

a soma de todos esses eventos
Como o sorriso que recebi do estranho, de passagem
O bom dia que troquei no mercado
O beijo que joguei para a criança que chorava, e agora já não chora.


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

A mesma língua



Sonhei que você vinha, em uma noite fria como essa
Trazia alguns livros e flores, aquelas plantadas e não as mortas.
Ouvíamos musicas enquanto discutíamos sobre os livros
Conversando de historias tão conhecidas por nos dois

Encontro feliz achar alguém que fale a mesma língua
Nesse mundo cada vez mais solitário,
nesse país cada vez mais egoísta...
E dividíamos cigarros e alimentos.

A chuva que caía inundava a cidade
E o apartamento era uma ilha de vida
Uma ilha onde alguém vivia bem
Podendo se dar ao luxo de sorrir, com franqueza...

O dia já amanhecia quando acordei
Havia o gosto de sua presença no ambiente
A chuva realmente havia caído sobre a cidade
Só faltava você, sentado naquele sofá que tanto gosta...