quinta-feira, 12 de março de 2015

Maquina de Poesia


O destino é um filho da puta
Podia ter me feito ganhar na mega sena
Mas me fez esbarrar contigo
De surpresa, em um belo dia fudido...

Te ver não despertou nada
Mas me lembrou que existe
E que ainda te quero bem
Comigo ou com quem quer que seja

A distancia me fez desacostumar do seu sorriso de canto de boca
E agora estou no trabalho, sem foco... Lembrando dele
E sem saber de fato o que eu desejaria fazer
Com ele ou com qualquer outro sorriso

Finalmente descobri que não existe mais coração em meu peito
Apenas tenho um sistema nervoso que pira
Toda vez que encontro um ex-amor
Que se esvaiu pelos caminhos tortos da vida.

Um comentário:

Desengavetados disse...

Realmente, o destino é um filho da puta...tb queria ter ganhado na mega sena mas encontro com essas pessoas que fazem lembrar...rsrsrs